Comer, comer, para aprender!

agosto 12, 2009 at 8:47 am 1 comentário

ESCADA-PE // Escolas do município passaram a oferecer duas refeições aos alunos e o índice de aprovação aumentou 85%.

capa090812

“Tem repeteco?”, pergunta o menino de corpo franzino Fábio Souza de Lima Filho, 6 anos. Logo que comeu, lá estava ele furando a fila da merenda para se alimentar novamente. É assim toda a semana.


A alimentação regular reduziu a evasão escolar em 90%. Fotos: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press

Fábio está sempre pedindo para repetir a refeição. Alegre e bem disposto, já consegue ler as primeiras palavras. Mas há pouco tempo, sua realidade era diferente. Quando chegava à Escola Municipal Orestes Chaves, em Escada, na Mata Sul, cochilava em plena aula. Resultado: seu rendimento escolar era ruim. Depois que passou a fazer duas refeições na escola, superou o problema. Fábio é um dos 13,2 mil estudantes de Escada que se alimentam do cardápio oferecido nas 58 escolas da cidade. Um investimento que reduziu a evasão escolar em mais de 90% e aumentou em 85% o índice de aprovação dos alunos. O trabalho diferenciado fez o município receber duas vezes consecutivas o certificado do Prêmio Gestor Eficiente da Merenda Escolar, do Ministério da Educação.


Fábio Filho (6 anos) já é conhecido das merendeiras por gostar de repetir o prato.

“É um orgulhopara a gente. Antes da inclusão das duas merendas, havia uma defasagem grande. Não conseguíamos atingir 70% da frequência”, comenta a secretária de educação do município, Elisabete Cavalcanti. A mudança começou em 2006. Desde então, as crianças são alimentadas quando chegam na escola e pouco antes de sair. Para não atrapalhar o horário das aulas, o café da manhã é servido pontualmente às 6h30. Quem estuda à tarde, chega ao meio-dia. “Eles chegavam desanimados, apáticos porque não tinham comido em casa”, lembra a secretária. O cardápio variado foi elaborado por uma nutricionista e levou em consideração a opinião dos alunos. “Consultamos para saber do que eles mais gostavam”, completa.

Na entrada, tem cuscuz, biscoito, leite e bolacha de sal. Antes do meio-dia é oferecido arroz com feijão, sopa e charque com macaxeira. O Conselho da Merenda Escolar, formado por pais dos estudantes e representantes da sociedade civil, fiscaliza desde a licitação para compra de produtos alimentícios à produção dos pratos na cozinha das escolas. “Fazemos toda a prestação de contas”, diz o presidente do conselho, Severino André Dias Júnior.

Na Escola Orestes Chaves, no bairro de Nova Descoberta, área central da cidade, a merenda é bem diversificada. De segunda a sexta-feira os 533 alunos fazem duas refeições nos três turnos de funcionamento. Fábio Filho, o menino citado no início deste texto, é portador de sistosoma, causador da esquitossomose, doença que pode provocar complicações no fígado e baço, levando o paciente à morte, caso não seja tratado. Por conta disso, a escola tem um cuidado especial com ele. “Não damos achocolatado nem alimentos gordurosos”, explica a merendeira Maria Goreti do Nascimento. Sua comida preferida é o baião de dois, uma mistura do feijão mulatinho com pedacinhos de charque e arroz. Com a fama de guloso, Fábio não se contenta com apenas um prato.

Zona rural – Nas escolas da zona rural, as duas merendas fazem mais diferença ainda. A maioria dos pais de alunos trabalha na cana-de-açúcar e, no período da entressafra, a renda familiar cai, refletindo na qualidade da alimentação das crianças. Anderson Galdino, 11, aluno da Escola Ministro André Cavalcante, na comunidade de Freixeiras, a 20 quilômetros de Escada, sofreu com a falta de alimentação adequada. Hoje ele se recupera da desnutrição e participa das aulas de reforço do Programa Acelera, mantido pela Fundação Airton Senna no município. “Ele tinha muita dificuldade para aprender”, completa a diretora Evânia da Silva. Segundo ela, a falta de alimentação na casa dos alunos da região fez com que a escola tomasse a decisão de oferecer a merenda fora do período de aulas. Durante as férias, a escola oferece uma merenda diária e doa cestas básicas para os mais necessitados da região.

diariodepernambuco.com.br

ananeiva.pe@diariosassociados.com.br

Anúncios

Entry filed under: Política.

Depois de confrontos chega hora do acordo Marina Silva anuncia saída do PT e deve se filiar ao PV

1 Comentário Add your own

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

agosto 2009
S T Q Q S S D
« jul   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

Most Recent Posts